terça-feira, 14 julho 2020

Chapa 16 da OAB São Paulo ganha força no Alto Tietê

Sergei Cobra Arbex, candidato à Secional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – São Paulo, recebeu o apoio de cerca de cem advogados que atuam no Alto Tietê na noite de ontem (23 de novembro). Postulante ao cargo máximo da Secional ao lado de João Biazzo (vice), o criminalista participou de um encontro organizado por integrantes da Chapa 2 – Renova OAB, que disputa a Presidência da subseção mogiana (17ª). Na oportunidade, o cabeça da Chapa 16 – OAB Pra Você compartilhou algumas de suas propostas, valorizou a importância da alternância de poder na entidade e se comprometeu a estar próximo dos advogados da região, se eleito. O pleito acontece na quinta-feira (29 de novembro).

O evento abrigado ontem num restaurante do centro de Mogi teve a chancela do advogado Sylvio Alkimin, que lidera a Chapa 2 – Renova OAB e que também conta em seus quadros com Luiz Miranda (vice-presidente), Juliana Bortot (secretária-geral), Lincoln Nakashima (tesoureiro) e Erika Uryu (secretária-adjunta). O grupo concorre na cidade com outras duas Chapas e em nível estadual apoia a candidatura de Sergei, acreditando que o criminalista, que tem mais de 20 anos de carreira, é o único candidato que tem propostas que podem, de fato, imprimir mudança na Advocacia paulista:

“Aqui em Mogi, mesmo, me apresento como renovação. São 12 as nossas propostas, que vão devolver, inclusive, o respeito ao advogado, valor que, infelizmente, se perdeu com o tempo. Só que a mudança não pode ocorrer apenas nas subseções. Precisamos ter um presidente em São Paulo (Secional) que olhe para as subseções, que faça a diferença, e não só faz de conta. Olha como estamos hoje: como o atual presidente pode propor mudança na Secional se ele está lá na cadeira da Presidência há 15 anos? Sem mexer nas peças não há mudança”, afiançou Alkimin.

Sergei Cobra e João Biazzo disputam a Secional São Paulo com outras quatro Chapas, incluindo a do atual presidente da entidade, que tenta reeleição para seu terceiro mandato. Nomes de peso da Advocacia paulista, como o de Anis Kfouri, da ex-presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP) Maria Odete Duque Bertasi, da ex-conselheira federal da OAB Rosana Chiavassa, do professor de Direito Processual Civil da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo Nelson Nery Junior e do advogado Miguel Pereira Neto apoiam publicamente a dupla, concedendo musculatura para a campanha, que teve início oficialmente no mês passado.

“Eu e o (João) Biazzo formamos um grupo comprometido, começando com nossa própria Chapa, até chegar aos apoios das subseções, incluindo, aí, nossos conselheiros. Para mudar é preciso ter preparo, mas, principalmente, coragem. É necessário um rabalho de restauração da Ordem. Não quero ser presidente da OAB por status, oportunidade e conveniência. Quero ser presidente por causa de todos vocês, que ainda acreditam que podemos transformar a vida do advogado, da advogada, para melhor, com direito a respeito, prestígio e força. Temos de parar de ficar perguntando por aí ‘Quem é a OAB?’, ‘Quem é o presidente da OAB?’, para questionar ‘Onde é que está a OAB?’, ‘Para onde está caminhando a OAB?’’, complementou Sergei.

Caso eleito, Sergei quer trabalhar para aumentar o mercado de trabalho para a categoria, lançando mão, inclusive, de fé pública inerente à classe; criar a Procuradoria das Prerrogativas; conceder maior transparência às ações administrativas e financeiras da entidade; e valorizar a mulher nos quadros da Ordem e defendê-la no exercício da profissão.

A eleição

Estão habilitados para votar nesta quinta-feira 322.791 advogados – 101.584 da capital e 221.207 provenientes das demais subseções do Estado de São Paulo. A Advocacia paulista vai eleger, além da Diretoria-Executiva da Secional, conselheiros secionais e federais, bem como diretores da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (CAASP) e de subseções para o triênio 2019/2021.