Vereador poaense Toninho da Biblioteca (SD) é acusado de usar atestados médicos falsificados e ficar 30 dias sem trabalhar

O vereador Antônio Faustino Ventura (SD), o Toninho da Biblioteca é acusado de usar dois atestados médicos falsificados e ficar 30 dias afastado das atividades na Câmara de Poá com a utilização desses documentos. A denúncia de falsificação de atestados médicos (que chegou de forma anônima) é investigada pela Comissão Permanente de Ética da Câmara Municipal de Poá.

De acordo com o que foi apurado pela reportagem, a denúncia chegou de forma anônima ao presidente da Câmara, Welson Lopes (PR). Embora o legislativo não aceite denúncias sem identificação de autoria, o republicano decidiu repassar o conteúdo à Comissão de Ética.

Os atestados foram emitidos em maio de 2018 e conseguidos na UBS Cypriano Oswaldo Mônaco, no Jardim Nova Poá, e no Centro de Saúde Tito Fuga, em Calmon Viana. Ainda de acordo com o que o apurado, os atestados apontariam problemas de coluna.