terça-feira, 7 julho 2020

Mamoru, prefeito de Itaquaquecetuba, passa vergonha e perde mais uma na Câmara de Vereadores

Depois de tentarem uma manobra na “calada da noite” para buscar a aprovação das contas de 2014 do prefeito Mamoru Nakashima (PR), um grupo de vereadores que apoiam o governo acabaram derrotados.

Liderado pelo vereador Carlinhos da Minercal (PSDB), eles convocaram para a última sexta-feira (28) uma sessão extraordinária e foram surpreendidos pela falta de quórum.

A base de apoio do atual prefeito na Câmara, composta pelos seguintes vereadores: Celso Reis (PSDB), Cidinha (PR), Cida da Fisioterapia (PTB), Rolgaciano (PODEMOS), Luizão (PTB), Xandão (SD), Arnô (PSDB), a e Roberto Letrista (PSDB) queriam aproveitar o feriadão de fim de ano para aprovar “na calada da noite” as contas do prefeito, mas, parece que nem tudo saiu como combinado.

Apenas 9 dos 19 vereadores compareceram. Sem quórum, o prefeito vai precisar encarar a população quando suas contas forem votadas em 2019.
A derrota de Mamoru na Câmara prova que a partir de 2019, sob a gestão do vereador Edson da Paiol (PODEMOS), o legislativo de Itaquaquecetuba vai ser independente da Prefeitura.

Os dez vereadores de oposição à gestão Mamoru são os seguintes: Armando Neto (PR), Santiago (PSD), Adriana do Hospital (PSDB), Cesinha da Associação (PT DO B), David Neto (PPS), Edson da Paiol (PODEMOS), Vandão Estouro (PSD), Elinho (PT DO B), Pelé da Sucata (PSDB) e Valdir da Farmácia (PSD).