quinta-feira, 22 outubro 2020

Morre jovem de 19 anos que foi baleado por segurança após discussão em tabacaria da região de Suzano

Morreu nesta segunda-feira (07) por volta do meio dia, Alexsander Ferreira de 19 anos. O jovem estava internado na Santa Casa de Suzano desde o dia 25 de dezembro, após ser baleado por um segurança após uma discussão iniciada em uma tabacaria localizada na Avenida Armando Salles de Oliveira na região central de Suzano.

O caso.

A vítima teria danificado uma porta da tabacaria após se desequilibrar no momento que iria ao banheiro. Antes de ser baleado, o estudante afirmou que pagaria o prejuízo pela porta danificada, mas, mesmo assim foi expulso do local.

Um segurança acompanhou a vítima até a saída do local.
Já fora do estabelecimento, o segurança teria ameaçado a vítima, criando uma discussão. Foi neste momento que o segurança atirou quatro vezes na direção da vítima. Depois do crime desconhecidos socorreram o estudante e o segurança fugiu do local.

O pai do estudante foi até a tabacaria, mas, funcionários do local teriam negado a ocorrência do episódio.
A Polícia Civil instaurou um inquérito policial para investigar o caso.

No dia 26 de dezembro, a Tabacaria Loft divulgou uma nota de esclarecimento sobre o fato, veja na íntegra abaixo:

“A loft Hookah lounge vem através desta publicação esclarecer alguns fatos sobre o ocorrido na madrugada do dia 25/12.

De fato houve disparos de arma de fogo, porém não ocorreu dentro do estabelecimento.

Boatos que o chão foi lavado para encobrir provas não é verdadeiro, pois não aconteceu no interior da loft. Aconteceu a alguns metros do estabelecimento este incidente. LEMBRANDO QUE NÃO FOI NO INTERIOR OU NA FRENTE.

O representante já se apresentou na delegacia, deu seu depoimento e as imagens do circuito interno da tabacaria já estão sob o poder da polícia.

Lamentamos o ocorrido, “A LOFT PRESA MUITO PELA INTEGRIDADE DE SEUS CLIENTES E REPUDIA QUALQUER ATO DE VIOLÊNCIA”

Ao ser socorrido, Alexsander passou por cirurgia na região do abdômen e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa desde então. Nesta segunda-feira (07), o quadro clinico do jovem piorou e ele veio a óbito por volta do meio dia.
O segurança acusado pelo crime não foi localizado até hoje.

A Tabacaria Loft retornou normalmente suas atividades no último dia 5 de janeiro.