Dois transexuais foram encontrados mortos em um motel localizado na Rodovia Índio Tibiriçá, na cidade de Ribeirão Pires, no dia 18 de janeiro.
Equipes da Policia Militar compareceram ao local após funcionários informarem que não estavam conseguindo contato com os clientes de um dos quartos.

Os mortos são Ares Saturno e Soren Neres Denardi (nomes sociais), moradores da cidade de Praia Grande, no litoral paulista. No quarto onde estavam hospedados desde o dia 14 de janeiro, haviam cartelas de medicamentos antidepressivos, além de cigarros de maconha. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de suicídio.

Ainda segundo informações do Boletim de Ocorrência, funcionários do motel afirmaram que o casal acionou o serviço de quartos por volta das 9:00 daquele dia.

Em uma das mensagens compartilhadas nas redes sociais, Soren se despede de um amigo e diz que está indo para a próxima fase e, segundo Soren, essa etapa “não se passa num corpo orgânico”. Dizia estar satisfeito consigo, mas cansado e que o mundo dos humanos é injusto. Soren reclamava também nas redes sociais de sua crítica situação financeira e pedia por ajuda.

Em sua última publicação no Facebook, no dia 30 de dezembro, Soren afirmou que possuía comida somente até o dia 2 de janeiro.

O casal planejava se mudar para Fortaleza, no Ceará, e pedia contribuições para amigos e familiares por meio de uma vaquinha online.

Ares Saturno trabalhava escrevendo para o Canaltech Brasil. Já Soren Neres tinha acabado de completar 31 anos de idade, foi estudante de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ.

(com informações da Folha de Ribeirão Pires)

COMPARTILHAR