O corpo encontrado no distrito do Taboão, em Mogi das Cruzes, no dia 15 de janeiro foi identificado por meio de exame de impressões digitais. Trata-se da jovem Mirele Peixoto Souza, de 22 anos.

A vítima tinha um ferimento na nuca, provocado por arma de fogo. Mirele era moradora do bairro Vila Bancária em São Paulo e antes de desaparecer, saiu de sua residência a caminho de uma entrevista de emprego, segundo familiares.

O crime é investigado pelo Setor de Homicídios da Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes, até o momento nenhum suspeito foi apontado pela Policia.

COMPARTILHAR