Uma matéria do jornal Diário de Suzano divulgada nesta sexta-feira (15) mostrou que a empresa Power Segurança, que presta serviços à Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), emitiu alerta à Polícia Civil sobre riscos de descarrilamento de trem devido a um furto de grampos de fixação dos trilhos, na Estação Antônio Gianetti, da Linha 11 – Coral ocorrido na última quarta-feira (13).

Segundo o Diário de Suzano, os riscos sobre o descarrilamento foram comentados por seguranças da empresa Power Segurança, quando prestaram depoimento na Delegacia de Suzano.
Um dos seguranças explicou que grampos furtados são usados para fixar as madeiras aos trilhos.
Caso não haja estes grampos, a estabilidade do trem fica comprometida.

CPTM diz garantir a segurança de 450 mil usuários da região, que utilizam o serviço diariamente.

Em resposta ao próprio jornal Diário de Suzano, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) através de seu gerente Sergio de Carvalho Junior, afirmou que a empresa dispõe de um sistema tecnológico que identifica qualquer anomalia nos trilhos e realiza manutenções diárias nas linhas 11-Coral e 12-Safira.

O gerente da CPTM reforçou que o episódio ocorrido, na última quarta-feira (13), não afetou a circulação dos trens, tampouco emitiu alerta à empresa, pois, os grampos não teriam sido retirados especificamente da linha férrea.

Mesmo rechaçando o alerta sobre risco de descarrilamento, a CPTM não negou que a empresa está analisando se tais grampos estavam soltos e/ou se foram tirados por desconhecidos. Segundo ele, além da checagem diária, a empresa dispõe ainda de equipes operacionais para verificar qualquer irregularidade, que venha a propiciar qualquer ameaça.

(Com informações do Diário de Suzano)

COMPARTILHAR