quinta-feira, 29 outubro 2020

Professor aposentado, se dedica atualmente a limpeza e jardinagem de Poá

Alberto Bayerlein Pereira de Olivera, de 57 anos, recentemente se aposentou da rede pública estadual de ensino, e vem sendo um dos cidadãos destaques de Poá, pelo excelente trabalho de zeladoria e jardinagem voluntário, que vem realizando pelo muncípio.
Alberto destaca que a ideia nasceu através de recentes viagens realizadas para os Estados Unidos e Canadá, e destaca a cultura de limpeza de ambos os lugares, e também a conscientização das pessoas sobre poluição, através do lixo. O professor começou seu trabalho pelo Vila Lúcia, onde declara que sempre foi abandonado pelo poder público, e tal ínicio de trabalho se deve aos alagamentos que sempre foram constantes na região.
Após os trabalhos no Jardim Lucia, a vontade de limpar a cidade e mudar Poá, foi contagiando o professor, que começou a fazer correntes de doações na internet de Plantas e flores, para serem colocadas em viadutos do município. E os jardins do Professor, já somam 10 por toda a região de Poá e viadutos.
Além, da limpeza dos viadutos, Alberto contou com a ajuda do revendedor Marcio Adorno, que trabalha com revenda de água, que doou cerca de 70 Galões de água, para serem transformados em lixeiras recicláveis que foram espalhadas por todos os quatro cantos de Poá, e tudo a custo zero.
O trabalho não conta com mais voluntários, mas o professor, conta que em algumas oportunidades obteve ajuda dos moradores dos bairros que se mobilizam para ajudá-lo a reformar dos jardins. O professor passa todos os dias para retirar os lixos das lixeiras e plantar algumas mudas que recebe de doação.
O professor Alberto, comprou uma máquina para roçar o mato e mantém os gastos de Gasolina e óleo, assim evita a proliferação de insetos e roedores e o acúmulo de lixos.
Mas infelizmente, nem tudo são flores, vândalos estouraram bombas nas latas de lixo e uma das lixeiras sumiu. Mesmo assim, o professor Alberto não desiste de tornar a nossa Poá uma cidade melhor para se viver. Parabéns professor, mesmo aposentado, nos ensina como ser cidadãos de bem! Você é um inspirador!