quinta-feira, 26 janeiro 2023

Poaense participou de resgate as vítimas em Brumadinho

Daniela Pedreira Lima, é cabo do corpo de bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo, natural de Poá, ela participou das equipes de busca as vítimas da tragédia em Brumadinho.
O pelotão de Daniela esteve durante 8 dias em Brumadinho, entre as datas de 13 a 20 de Janeiro, e participou ativamente na área de busca as vítimas.
A Cabo acordava todos os dias às 5h30, e por volta das 07h30, já estavam em campo nos pontos pré-determinados, onde ali ficavam até as 17 h., quando eram levados para um setor de descontaminação, onde tomavam um banho, e eram liberados para se alimentação e descanso.
Daniela relatou ao SuzanoHoje.com, que em muitos lugares de busca, caminhar era impossível e os bombeiros só conseguiam se locomover em quatro apoios (com joelhos no chão) por um período de tempo considerável.
Daniela relata, que o silêncio presente na cidade, por parte dos moradores, foi algo marcante ao chegar em Brumadinho, o sentimento era de tristeza e muita dor.
A Cabo diz, que a cada dia ao levantar, carregava consigo a missão de fazer o melhor de si, para conseguir encontrar mais vítimas e assim levar conforto ao familiares, que poderiam se despedir de seus entes queridos dignamente.

As lições da missão, Daniela Pedreira relata da seguinte forma:

“Em minha atuação em Brumadinho tive a honra de ter contato com alguns moradores que foram voluntários para ajudar no que fosse necessário, então pude ver pessoas que mesmo diante de tanto sofrimento e tantas perdas, ainda tinham amor para doar, ainda cuidaram da gente e não sabiam o que mais fazer em forma de agradecimento; essas atitudes me marcaram demais, aprendi a olhar de forma diferente os meus próprios problemas e sofrimentos.”

BIOGRAFIA
Daniela Pedreira Lima, 30 anos, nasceu em Poá, foi no distrito de Calmon Viana que passou sua infância, e viu com o tempo o desenvolvimento da cidade.
Sua formação escolar, vem da tradicional E. E. Benedita Garcia da Cruz, em Calmon Viana. A Cabo do corpo de bombeiros é formada em Educação Física pela UMC.
Aos 17 anos, ela realizou um curso de salva vidas para complementar sua formação e conseguir aplicar aulas de natação, a partir deste momento, ela teve contato com o corpo de bombeiros do Cambuci, e ao ver as viaturas com sirenes ligadas, teve certeza que sua vocação, era fazer parte do corpo de bombeiros.Daniela ainda reside na cidade, devido a profissão, as vezes, passa algumas semanas distante de Poá, mas mantém o amor e gratidão pela cidade, e principalmente às lembranças, e relata o gosto que tinha pelas fanfarras na praça dos eventos.