A Secretaria de Habitação do Estado, por meio do projeto Cidade Legal, acaba de anunciar o início do processo de regularizações fundiárias em Poá, na Grande São Paulo.
Ao todo, 1,2 mil moradores passarão a ter segurança jurídica de suas propriedades, sendo 850 imóveis do núcleo Jardim Eureka e de 350 lotes do chamado “Raspadão”, núcleo habitacional no limite entre Poá e Ferraz de Vasconcelos.
Com o anúncio desses novos processos, o Cidade Legal já totaliza mais de R$ 1,5 milhão de investimentos na cidade. “Regularização fundiária é casa e casa é o nosso lar, é a família reunida, o acolhimento, nosso teto, nosso abrigo, que nos recebe e nos devolve para a luta diária”, afirmou o secretário-executivo da Habitação, Fernando Marangoni, também presidente do programa.

COMPARTILHAR