O Tribunal Regional do Trabalho (TRT-2) indeferiu o pedido de suspensão do leilão do prédio da Santa Casa de Misericórdia de Suzano. A data do leilão está mantida para 2 de julho. O departamento jurídico da Santa Casa informou que vai tomar as providências cabíveis.

A decisão foi do juiz Gabriel Borasque de Paula, depois de um pedido de liminar da instituição para impedir a realização. O pregão foi determinado pelo Tribunal Regional do Trabalho por causa de dívidas trabalhistas acumuladas entre 1994 e 2016.

De acordo com o TRT-2, o prédio já havia sido penhorado em julho de 2018, por determinação da 2ª Vara do Trabalho de Suzano – decisão integralmente mantida depois de recurso, mas “só agora o bem foi efetivamente encaminhado a leilão, pois havia a necessidade de se apurar eventuais dívidas tributárias, notificar os interessados, publicar editais, ou seja, cumprir o rito procedimental próprio.”

(com informações do site G1 – o site de notícias da Globo/Foto: Mogi News)

COMPARTILHAR