A Prefeitura de Suzano vai aderir ao novo programa federal “Saúde Na Hora”, que prevê recursos para a extensão do horário de atendimento ao público em quatro bairros da cidade. A previsão é de que sejam beneficiadas Unidades de Saúde da Família (USFs) das regiões norte e sul. Nos próximos dias, a administração municipal assinará um termo de compromisso com o Ministério da Saúde a fim de dar início ao processo.

Atualmente, duas USFs já funcionam com horário de atendimento ampliado duas vezes por semana: a do Jardim Europa e do Jardim Maitê. Em breve, serão definidos o período de extensão e se os postos que têm o perfil estipulado pelo programa irão abrir também aos sábados. Os valores dos repasses dependem justamente desses detalhes. Além disso, é necessário avaliar e informar ao Ministério da Saúde alguns dados referentes a requisitos do “Saúde Na Hora”, como prontuário eletrônico e número de profissionais das equipes de médicos, cirurgiões-dentistas e enfermeiros.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a partir da assinatura do termo de compromisso e o envio das informações exigidas, Suzano será integrada ao sistema e aguardará a manifestação do governo federal. A previsão é de que, sendo o pedido aprovado, em algumas semanas a cidade começará a receber os recursos para alterar o horário de expediente nas quatro USFs. O objetivo é fazer com que esses postos possam realizar primeiros atendimentos e também possibilitar agendamento de mais consultas.

O interesse é conseguir estender o horário de atendimento ao máximo possível, inclusive garantindo expediente nas USFs também aos sábados.

Programa

A portaria que regulamenta o programa “Saúde Na Hora” foi assinada pelo ministro Henrique Mandetta no dia 16 de maio. Com isso, os municípios que ampliarem o horário de atendimento à população nas USFs passam a receber mais recursos do governo federal. Os repasses podem chegar a dobrar de valor, dependendo da disponibilidade de equipes de Saúde da Família e Bucal e do horário de funcionamento das unidades, que pode variar entre 60 e 75 horas semanais. Os postos precisam estar de portas abertas no horário de almoço e à noite, podendo também abrir aos finais de semana. Atualmente, a maior parte das 42 mil USF em todo o País funciona 40 horas semanais.

COMPARTILHAR