quarta-feira, 28 outubro 2020

Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes começa em 30 de maio e terá show do cantor Renato Teixeira

Considerada uma das maiores manifestações católicas da Região do Alto Tietê e até do Brasil, a Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes chega à 406ª edição preservando tradições e agregando novidades para continuar atraindo um público (de devotos ou não), que cresce a cada ano e chega das mais diversas localidades do País.

Para este ano, quando a festa ocorrerá de 30 de maio a 9 de junho, os organizadores da festividade estimam a presença de um público flutuante de 15 mil pessoas, durante a semana, e de 25 mil aos fins de semana, somente na Quermesse.
O tema deste ano é “Divino Espírito Santo, renove a nossa fé e a transforme em missão”.

Para quem gosta de shows, os que serão apresentados já a partir do primeiro dia da festividade, no palco da Quermesse, são um espetáculo à parte. Vai ter Orquestra de Mogi, com a presença ilustre de um dos tenores mais conceituados do momento; música caipira, religiosa e um samba dos bons, daqueles que fazem todo mundo dançar.

Logo no primeiro dia da festa, na quinta-feira (30 de maio), o tenor Rinaldo Viana, um dos maiores ícones da música lírica da atualidade, irá se apresentar com a Orquestra Sinfônica Jovem de Mogi das Cruzes. O concerto está marcado para às 20 horas, com aproximadamente uma hora de duração, e vai contar com a presença de 55 componentes da Orquestra, que tem como diretor artístico Lelis Gerson Felicio dos Reis. O maestro da noite será o convidado Israel Cardoso. “Apresentaremos grandes clássicos já conhecidos pelo público, como Fosca, de Carlos Gomes, e Ave Maria, de Charles Gounod (1818-1893), em um repertório que tem tudo a ver com a proposta da festa”, diz Lelis Gerson. O concerto da Orquestra é uma cortesia da Secretaria de Cultura de Mogi, mas o tenor está vindo por meio de orçamento próprio da festa.

Na sexta-feira, dia 31, o som de origem caipira do cantor e compositor Renato Teixeira promete ao público uma viagem emocionante e divertida pela musicalidade do interior do Brasil. Teixeira, que ‘casa’ bem com o espírito da festa, é autor de conhecidas canções, como “Romaria” (grande sucesso na gravação de Elis Regina, em 1977), “Tocando em Frente” (em parceria com Almir Sater, gravada por Maria Bethânia), “Dadá Maria” (em dueto com Gal Costa), “Frete” (tema de abertura do seriado Carga Pesada, da Rede Globo), além de “Amanheceu”, também criou, junto com Sérgio Mineiro e Sérgio Campanelli o jingle “Balas de leite Kids”, entre outros. Esta apresentação está sendo custeada pela própria festa.

O missionário e cantor Dunga, da Comunidade Canção Nova, é a grande atração do sábado, dia 1º de junho, em uma apresentação de muita oração e música. Ele está vindo com o apoio do deputado federal Marco Bertaiolli e celebrará, ainda, a Missa Campal, à tarde, às 15 horas, também na Quermesse. Por fim, no domingo, dia 2, os organizadores pretendem trazer à Festa do Divino um dos grupos mais tradicionais do samba paulistano, Demônios da Garoa, em atividade há 76 anos. O samba do grupo, atualmente composto por Izael (timba), Sérgio Rosa (afoxé), Ricardinho (pandeiro) e Dedé Paraízo (violão sete cordas), é um estilo muito particular, que narra com humor o cotidiano dos paulistanos. Portanto, não vão faltar clássicos como ‘Trem das Onze’, ‘Saudosa Maloca’ e ‘Tiro ao Álvaro’. Este show chegaria por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. “Nós queremos movimentar a Quermesse já na primeira semana para tornar a presença do público mais perene, já que o histórico dela é 60% nos últimos três dias. A ideia é melhorar o movimento para as entidades, as maiores beneficiadas com a Festa do Divino”.

A Quermesse da Festa do Divino funciona no Centro Municipal Integrado (CIP) “Deputado Maurício Nagib Najar”, no Mogilar (com acesso pela Avenida Cívica). A entrada é franca. Já para quem quiser deixar o carro no estacionamento, o valor a ser pago é R$ 12.