quinta-feira, 22 outubro 2020

Obras de revitalização do trevo do Dona Benta em Suzano, que seria entregue em abril deste ano, vai atrasar muitos meses

As obras de revitalização do trevo do Jardim Dona Benta em Suzano, vão atrasar alguns meses para serem devidamente entregues pela Prefeitura de Suzano, os trabalhos no local tiveram início no dia 7 de janeiro deste ano.
Em entrevista realizada pelo jornalista Brás Santos do jornal Oi Diário no dia 24 de janeiro, o prefeito de Suzano Rodrigo Ashiuchi (PL) afirmou que as obras no Dona Benta tinham programação para serem entregues no dia 2 de abril, data de aniversário da cidade, o que não ocorreu.

Através de uma nota oficial veiculada pelo mesmo jornal Oi Diário nesta segunda-feira (03), a Prefeitura de Suzano afirma que a obra será entregue somente no final do ano.
Chama a atenção também o reajuste no valor da obra. No início dos trabalhos (janeiro de 2019), a Prefeitura de Suzano divulgou que o custos totais da obra seria de R$ 507.494,29, agora em nota divulgada pelo jornal Oi Diário, o governo suzanense afirma que o valor é de R$ 989.284,22.

O projeto vai contemplar milhares de pedestres e motoristas, que passam pelo local diariamente.
O trabalho que já está sendo realizado no Jardim Dona Benta prevê diversas intervenções, como o alargamento da avenida Francisco Marengo, que passará a ter três faixas. A do meio, por exemplo, servirá para facilitar a conversão sentido bairro para acesso à Estrada Takashi Tobata (antiga Rua Washington Luiz) e a Rua Orlando Fava.

Também está no cronograma a construção de uma alça de acesso para a utilização de quem sai do bairro e a instalação de um semáforo que vai ajudar a tornar a conversão mais fácil e organizada, além de beneficiar os quase 10 mil pedestres que precisam atravessar a avenida diariamente. A população contará ainda com paisagismo e vagas de estacionamento.

Já os pontos de ônibus existentes serão realocados, sendo que um será instalado na Avenida Francisco Marengo e outro na Rua Orlando Fava, para quem utiliza as vias sentido bairro. Ao todo, serão contemplados 37 veículos do transporte público, entre vans e ônibus, bem como os mais de 20 mil automóveis, caminhões e motocicletas que passam pelo local.