A Polícia Civil prendeu o médico pediatra Renato Santos do Rio, de 54 anos, que trabalha na rede pública do município de Biritiba Mirim, na região do Alto Tietê há mais de 16 anos. Ele é suspeito de abusar de três menores com idades que variam entre 12 e 13 anos.

A prisão ocorreu no dia 28 de maio no plantão de trabalho no Pronto Atendimento Irio Taino de Biritiba Mirim, mas, a informação só foi divulgada nesta segunda-feira (10).
A Polícia estava investigando o suspeito há algum tempo e o caso era mantido em segredo de justiça.

O caso

Nos depoimentos, duas mães contaram a policiais que o médico se aproximou das famílias, chegando a dormir na casa de uma delas e levando os adolescentes a viagens, para abusar de três menores com idades que variam entre 12 e 13 anos.

De acordo com as famílias o médico comprava remédios, deu celulares de presente para duas vítimas e levava toda a família a passeios. Os depoimentos apontam que os abusos aconteciam inclusive em meio a brincadeiras.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Biritiba Mirim, não houve nenhuma denúncia anterior relacionada ao profissional.

De acordo com os depoimentos, em um dos episódios, uma menina acordou com a mão “melecada” dentro da bermuda do médico Renato Santos do Rio. De acordo com o boletim de ocorrência, em uma das situações o médico propôs uma brincadeira de “verdade ou desafio” e propôs um “selinho” entre duas adolescentes e fez carícias na perna de outra.

Os celulares que os adolescentes ganharam do médico foram apreendidos para que as mensagens trocadas sejam verificadas.
O médico foi transferido para uma prisão de Mogi das Cruzes e a investigação continua.

(com informações do G1 – o site de noticias da Globo/TV Diário)

COMPARTILHAR