Neste sábado (06), a passagem do frio que chegou ao estado de São Paulo sem pressa de ir embora não só fez despencar as temperaturas em todas as regiões.
Em grupos de Facebook e WhatsApp, muita gente notou que diversos municípios da região do Alto Tietê tiveram uma manhã mais gelada do que cidades mundialmente conhecidas por temperaturas extremamente negativas.

Por mais exagerado que pareça, é verdade. Fez mais frio em Suzano, Mogi das Cruzes, Poá e em cidades da região do Alto Tietê do que em regiões do Alasca e até mesmo da Sibéria.

Em Suzano, a temperatura girava em torno dos 8ºC por volta das 10 horas da manhã. Já em Poá, também às 10 da manhã, os termômetros marcavam 7ºC. No mesmo horário, Irkutsk , um dos locais mais frios da Sibéria e quiçá do mundo, registrava aproximadamente 19°C e Juneau, no Alasca, chegava aos agradáveis 20°C. Vale ressaltar que Irkutsk está 11 horas a frente do horário de Brasília, então, lá já era 21 horas. Já em Juneau são cinco horas a menos do que o horário local, ou seja, eram 5 horas da manhã.

As 13:30 deste sábado (06), a temperatura de Snag, uma das cidades mais congelantes do Canadá, era de 20°C. Os termômetros em Verkhoyansk, também na Sibéria russa, marcavam aproximadamente 12°C no mesmo horário.

Não se pode ignorar o fato de que as condições são bem distintas. Tanto a região da Sibéria quanto o estado norte-americano do Alasca e o Canadá estão no Hemisfério Norte e, portanto, vivem sua época de “verão”. Mas também não se pode deixar de lado que essas cidades ficam muito próximas do Círculo Polar Ártico, ou seja, em áreas onde o frio é comum praticamente o ano todo, mas não o suficiente para superar a região do Alto Tietê neste sábado (06).

(com informações da Gazeta do Povo/Imagem: Mycchel Hudsonn Legnaghi/São Joaquim Online)

COMPARTILHAR