segunda-feira, 6 julho 2020

Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes confirmam mais casos de sarampo. Região está em alerta pelo avanço da doença

Na manhã desta quarta-feira (24), a Prefeitura de Itaquaquecetuba confirmou dois casos de sarampo na cidade.
Com essas confirmações, o número de casos de sarampo nos últimos dias em Itaquaquecetuba subiram para 4.
A Prefeitura de Mogi das Cruzes também confirmou outros dois casos de sarampo, na última terça-feira (23).

Itaquaquecetuba

Em Itaquaquecetuba, as vítimas são duas meninas de 5 anos e 7 anos, uma mulher de 29 anos e um homem de 43 anos.
Os casos foram nos bairros Vila Zeferina, São Judas Tadeu e Jardim Moraes.
A Prefeitura informou que no Jardim Moraes foram vacinados indiscriminadamente todos os moradores das quadras em que moravam os doentes. Além das escolas onde eles estudam.

Na Vila Zeferina foi feita a vacinação de bloqueio somente nos moradores da residência, pois a vítima adoeceu e passou o período de transmissão em Minas Gerais.
Já no caso do bairro São Judas Tadeu foi realizado bloqueio nos familiares, vizinhos próximos e local de trabalho, uma empresa com 32 funcionários na cidade.

A Prefeitura destacou que a vacinação para o público previsto no calendário vacinal e também na faixa dos 15 anos aos 29 anos ocorre nas unidades básicas de saúde da cidade.

Mogi das Cruzes

Segundo a Secretaria de Saúde de Mogi das Cruzes, um dos pacientes é de um menino, de 8 anos, morador do bairro Botujuru. O outro é uma mulher de 29 anos, moradora do Mogilar e que trabalha na capital.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes informou que todos os outros locais por onde passam as pessoas diagnosticadas com sarampo são levantados para indicar a vacinação.
E informou ainda que diferente da dengue, não há classificação autóctone ou importada, pois trata-se de um vírus circulante e o paciente pode ter sido infectado em qualquer lugar.

Outros casos de sarampo criam alerta na região

Os casos de sarampo na região passaram para oito.
Na região do Alto Tietê também estão confirmados, nesse ano até o momento, um caso em Suzano e um em Ferraz de Vasconcelos.

No Estado de São Paulo são 484 casos confirmados, sendo 363 só na capital. Esse é o maior número em 20 anos. Além disso, mais de 800 casos estão em investigação.

(com informações do G1 – o site de notícias da Globo / Imagem: Reprodução)