terça-feira, 27 outubro 2020

Namorado de grávida assassinada em Mogi das Cruzes é preso e já tinha matado homem no Japão

Rodrigo Mita Araujo de 33 anos, acusado de matar a namorada grávida Mariana Ferreira Martins de 31 anos, e abandonar o corpo dela às margens da rodovia Mogi-Salesópolis (SP-88), em Mogi das Cruzes, foi preso na madrugada da última sexta-feira (26) na casa de familiares, na cidade de Caraguatatuba.

Segundo a polícia, o acusado confessou que assassinou um homem no Japão, no começo dos anos 2000.
Durante o depoimento, Rodrigo disse que o crime foi na cidade de Shizuoka, e que ele chegou a cumprir pena por cinco anos na prisão naquele país.

Já em relação à morte da grávida, de acordo com a polícia, ele confessou parcialmente o crime. Disse que a namorada pulou da moto em movimento, caiu, bateu a cabeça e morreu.
O delegado Rubens José Ângelo, do Setor de Homicídios, acredita que o Rodrigo tenha matado Mariana usando o capacete para dar golpes na vítima, já que o visor do acessório estava quebrado.

O corpo de Mariana foi enterrado na última quinta-feira (25) no Cemitério São Salvador, em Mogi das Cruzes.
O acusado não foi ao enterro, que fez a polícia suspeitar ainda mais dele.
Rodrigo vai responder por homicídio doloso (quando há intenção de matar) com agravantes de feminicídio, motivo fútil, impossibilidade de defesa da vítima e meio cruel, além dos crimes de aborto e ocultação de cadáver.

(com informações do G1 – o site de notícias da Globo)