quinta-feira, 22 outubro 2020

Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes entram na lista de cidades brasileiras com surto de sarampo

Nesta quarta-feira (07), o Ministério da Saúde atualizou a lista das cidades consideradas como municípios com surto ativo de sarampo, ou seja, com crescimento do número de casos confirmados da doença.
Na região, as cidades de Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes foram incluídas na lista.

A Prefeitura de Itaquaquecetuba informou que o município segue fazendo as vacinações contra o sarampo nas Unidades de Saúde da Família (USF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS) e a atualização da caderneta de vacinação, seguindo o calendário de esquema de vacinal do Ministério da Saúde.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes disse que está fazendo as ações de prevenção com a vacinação de rotina, atualização de cadernetas, bloqueios de casos suspeitos e varreduras.

O Ministério da Saúde está alertando os pais que forem viajar para os municípios com surto ativo a vacinar crianças com idade entre seis meses e menores de um ano. A medida tem como objetivo interromper a cadeia de transmissão do vírus do sarampo no país.

A região do Alto Tietê já soma 21 casos confirmados de sarampo em 2019. Itaquaquecetuba tem nove casos, Mogi das Cruzes tem seis casos, Suzano tem dois, Arujá tem três e Ferraz de Vasconcelos tem um caso.

Sarampo

De acordo com a Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo, devem ser aplicadas duas doses da vacina na faixa etária de 12 meses aos 29 anos e uma nos adultos acima de 30 ou nascidos a partir de 1960. A vacina é contraindicada para gestantes.

Os sintomas do sarampo são febre alta, acima de 38,5 graus, dor de cabeça, manchas vermelhas no corpo, conjuntivite, tosse, coriza e manchas brancas na boca.

Em caso de confirmação da doença é orientado o isolamento respiratório domiciliar, devido ao risco de transmissão.

(com informações do G1 – o site de notícias da Globo / Imagem: Divulgação/Sociedade Mineira de Pediatria)