quinta-feira, 9 julho 2020

Motorista de aplicativo é assassinado ao ser assaltado em Itaquaquecetuba na noite da última quarta-feira (18)

Um motorista de aplicativo foi assassinado ao sofrer um assalto na noite da última quarta-feira (18), na cidade de Itaquaquecetuba.
O relato do assassinato foi compartilhado por motoristas da região em grupos direcionados a trabalhadores da área, nas redes sociais.

Segundo informações, a vítima foi assaltada por três criminosos na Rua Valparaizo, localizada no Jardim Valparaizo por volta das 23 horas. Após o assalto, o homem foi enforcado e morreu ainda no local. A Polícia teria capturado um dos bandidos em uma via da região, os outros bandidos fugiram do local.

Até o fechamento desta matéria, a Polícia não havia divulgado ainda a identidade da vítima e detalhes sobre o crime.
A vítima dirigia um veículo da marca Fiat, modelo Uno Vivace, placas EUX-8011, de cor Cinza.

Segundo caso na região em menos de um mês


O veículo e o corpo do jovem motorista de aplicativo Valter Prado Júnior, de 32 anos, foram encontrados na manhã do dia 2 de setembro.
O veículo foi encontrado na Estrada Fujitaro Nagao, na região do bairro Cocuera em Mogi das Cruzes, já o corpo com perfurações e queimaduras foi encontrado no quilômetro 63, da Rodovia Professor Alfredo Rolim de Moura, a Mogi-Salesópolis (SP-88), no mesmo município.

Na madrugada daquele dia, Valter recebeu uma chamada através de um aplicativo de transporte com destino a cidade de Biritiba Mirim, também na região do Alto Tietê. Após cumprir o chamado, ele desapareceu.

No dia 09 de setembro, a Polícia Civil prendeu quatro acusados pelo assalto e morte do motorista.
Wilker Rodrigues Neves, de 19 anos, foi preso em Bertioga. Stephanya Mikaele Barcelos Matos, também de 19 anos, e Lilananda Chanda de Jesus, de 18 anos, foram presas em Mogi das Cruzes, assim como um menor, de 15 anos, que foi apreendido.

Segundo a Polícia, durante tentativa de roubo, um aparelho celular e uma bolsa com R$ 50 foram subtraídos da vítima durante o crime.
Os quatro acusados confessaram participação no assalto e no assassinato.