terça-feira, 27 outubro 2020

Motorista de aplicativo de 40 anos é amarrado, roubado e mantido refém no Parque Maria Helena em Suzano

Um motorista foi vítima de um assalto e ficou refém de criminosos no bairro Parque Maria Helena, em Suzano. O caso ocorreu na noite da última quinta-feira (19).

O motorista de aplicativo de 40 anos contou a Polícia que foi atender uma corrida na Rua Jorge Bey Maluf, no Parque Maria Helena, por volta das 21 horas.

De acordo com o boletim de ocorrência, a corrida foi solicitada por duas mulheres, mas, ao chegar ao local, o motorista foi rendido por dois homens.

Os criminosos amarraram a vítima e a deixaram em um matagal, onde ela era vigiada por um casal. Já o outro casal fez saques com os cartões do motorista usando o carro dele.
Depois dos saques, a vítima foi abandonada amarrada no matagal. Quando conseguiu se soltar, o motorista pediu ajuda.

Policiais militares começaram a patrulhar e encontraram o carro roubado com dois rapazes na Avenida Katsutochi Naito, no bairro Miguel Badra.

Depois de uma tentativa de fuga, os policiais conseguiram abordar o veículo.
Segundo a PM, quem dirigia o carro era um adolescente de 18 anos que tinha uma arma de fogo de fabricação caseira. No carro ainda estava outro criminoso de 19 anos.

No interior do veículo, os policiais afirmaram que encontraram também uma réplica de arma, cartões bancários da vítima, celulares dos suspeitos, uma mochila do motorista e R$ 593 sacados com o cartão de crédito da vítima.
De acordo com o boletim de ocorrência, os rapazes confessaram a participação no roubo e indicaram a casa de duas moças, uma de 24 anos e outra de 18 anos, que também participaram do crime.
No imóvel, os policiais afirmaram ter encontrado uma réplica de submetralhadora e o celular do motorista.

Na delegacia, o motorista reconheceu os criminosos. Ele disse que, ao chegar ao local, o adolescente de 18 anos o abordou com uma arma e o outro criminoso da mesma idade ficou no banco dianteiro durante a corrida.
No boletim de ocorrência consta ainda que os acusados confessaram que planejaram o roubo junto com as duas mulheres. A intenção do grupo era roubar um motorista de aplicativo.

O caso foi registrado como roubo de veículo com concurso de duas ou mais pessoas, sequestro, localização, apreensão e devolução de carro, extorsão e associação criminosa. Os quatro criminosos ficaram presos.

(com informações do G1 – o site de notícias da Globo / Imagem: Ilustrativa).