terça-feira, 27 outubro 2020

Jair Bolsonaro acusa Wilson Witzel e Rede Globo: “Querer me vincular à morte da Marielle? Seus patifes, canalhas!”

Em uma live (transmissão de vídeo ao vivo) pelo Facebook na noite desta terça-feira (29), citando a revista Veja, o Presidente Jair Bolsonaro acusou o Governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel de vazar à Rede Globo o depoimento do porteiro segundo o qual um dos suspeitos de matar Marielle Franco esteve em seu condomínio horas antes do assassinato.

“O senhor só se elegeu governador porque ficou o tempo todo do lado colado com Flávio Bolsonaro, meu filho. Ao chegar à Presidência, a primeira coisa que o senhor fez foi transformar-se em inimigo dele, por que? Porque quer disputar a Presidência em 2022. Legítimo, nada contra isso. Mas, para chegar lá, pelo que tudo indica, o senhor tem que destruir a família Bolsonaro, naquilo que nós temos de mais sagrado, na minha conduta de combate à corrupção”, disse o presidente.

“O seu objetivo é nos destruir, é o tempo todo assim!”, completou depois.
Segundo o Bolsonaro, a Globo obteve os registros de entrada no condomínio e o depoimento do porteiro junto à Polícia Civil do Rio de Janeiro, que conduz o caso em sigilo.

Direto da Arábia Saudita, bastante nervoso, Bolsonaro também bateu forte na emissora.
“Vocês, TV Globo, o tempo inteiro infernizam a minha vida, porra! […] Agora, querer me vincular à morte da Marielle? Seus patifes, canalhas, não vai colar! Não devo nada a ninguém”, disse.

“Vocês querem arrebentar com o Brasil. Estava muito bem com governos anteriores, mamavam bilhões de estatais. Acabou essa mamata, não tem dinheiro mais público para vocês, acabou a teta!”, afirmou.
Disse que, em 2022, quando vence a concessão da emissora, o processo de renovação deverá estar “limpo” para ser aprovado. “Não vai ter jeitinho para vocês”, disse.

Veja o vídeo completo sobre o assunto neste link: https://youtu.be/WoLHaXFRVQg

(com informações do site O Antagonista)