terça-feira, 7 julho 2020

Vexame do União Suzano (USAC) na Copinha escancara necessidade do time em valorizar talentos em sua própria cidade

O vexame do time do União Suzano Atlético Clube (USAC) na edição de 2020 da Copa São Paulo de Futebol Junior (Copinha) escancarou a necessidade dos dirigentes do time suzanense em valorizar os talentos em sua própria cidade, em especial na várzea.

A campanha pífia do USAC na Copinha teve início no dia 03 de janeiro com uma derrota para o São Raimundo (RR) por 3 a 0, continuou com outra derrota para União ABC (MS) por 2 a 1 no dia 06 de janeiro e se encerrou na última quinta-feira (09) após levar uma goleada de 5 a 1 para a Chapecoense (SC).
O USAC teve o “privilégio” de jogar os três jogos em sua própria casa, o Estádio Municipal Francisco Marques Figueira (Suzanão), com a presença de sua torcida.

Durante a Copinha, após a primeira derrota, o USAC demitiu o técnico do time Felipe Freitas e contratou Sérgio Veloso.
Nas redes sociais, suzanenses que acompanham de perto o futebol local lamentaram a falta de peneiras na própria cidade e a falta de interesse dos dirigentes do time nos campeonatos de várzea.
Segundo os internautas, muitos jogadores jovens que atuam na várzea suzanense e até da região renderiam melhor no time que o elenco atual.
Eles denominam o elenco atual do USAC como um “time de empresários”.

O USAC com certeza deverá ter um grande trabalho daqui para frente, para ter uma performance melhor em grandes campeonatos.