sexta-feira, 10 julho 2020

Cresce a procura por engenheiros ambientais. Em Suzano, a Faculdade Piaget é a única com formação na área

Aquecimento global, incêndios na Amazônia, desmatamento, tragédia de Brumadinho com mais de 250 mortes e danos irreparáveis ao meio ambiente, enchentes que devastam países, e, nem é preciso ir muito longe, inundações com prejuízos imensos até mesmo na nossa cidade. São grandes questões que afligem a todos e têm exigido, cada vez mais, a necessidade de profissionais que possam atuar na solução de problemas socioambientais: os engenheiros ambientais.

Esses profissionais viram o mercado de trabalho crescer muito nos últimos anos e a graduação na área se tornou diferencial. No Alto Tietê, somente a Faculdade Piaget, em Suzano, possui o curso de Engenharia Ambiental reconhecido pelo MEC, com turmas em andamento e engenheiros ambientais já formados, diplomados, atuando no mercado de trabalho.

A procura por este profissional graduado, como explica o Professor Dr. Augusto Hashimoto Mendonça, coordenador do curso de Engenharia Ambiental da Piaget, é cada vez maior. “Ao longo da história, as atividades humanas causaram impactos significativos ao planeta que hoje comprometem a continuidade da vida humana na Terra. Entre os impactos ambientais mais significativos pode-se destacar o aquecimento global, a perda de áreas naturais e da biodiversidade. Mas a questão ambiental é ainda mais ampla e envolve também nossos estilos de vida e nossas práticas do dia a dia, tanto no consumo de alimentos, transporte, energia ou no descarte dos resíduos. Todas essas questões constituem a essência do que é a prática do engenheiro ambiental”, explica o professor.

O engenheiro ambiental é o profissional que tem como base de atuação o desenvolvimento sustentável e concilia os anseios de desenvolvimento com os limites ambientais e com as necessidades sociais. “Tem papel fundamental e estratégico no direcionamento de políticas e sistemas de gestão, no desenvolvimento de novas tecnologias e soluções ambientais e no combate às desigualdades sociais. Com a questão ambiental cada vez mais em pauta em relação a suas necessidades e sua importância, é crescente a demanda por esses profissionais em de órgãos públicos e privados que tem como interesse diminuir e mesmo mitigar seus impactos ambientais, contribuindo para uma forma de desenvolvimento mais inclusiva e sustentável”, comentou o coordenador.

Na Piaget, os alunos de Engenharia Ambiental fazem visitas técnicas, têm aulas em modernos laboratórios, inclusive o de Hidrologia, que é um laboratório de campo ao ar livre e onde fazem experimentos, inclusive, por meio de parceria com a empresa Engesolos Engenharia de Solos e Fundações, além de jornada de palestras e workshops, e possibilidade de estágio por meio de parcerias que a faculdade mantém na área.

Segundo informações da instituição, a mensalidade de Engenharia Ambiental para ingresso em 2020 é de R$ 625 manhã e R$ 735 noite (para pagamento até o quinto dia útil). O preço da matrícula 2020 é o mesmo de 2019 para os ingressantes: R$ 599 manhã e R$ 699 noite, com opção de parcelamento em até 3x no cartão de crédito.

Ainda dá tempo de começar a estudar na Piaget neste primeiro semestre. O vestibular é gratuito e agendado. Basta entrar no site https://www.vestibularpiaget.com.br/, escolher melhor dia e horário, ir até o campus, no Jardim Imperador, e fazer a prova, que é uma redação. O resultado sai na hora. A equipe da Piaget tira todas as dúvidas sobre valores, descontos, convênios, entre outras, pessoalmente ou pelo Whatsapp (11) 96840-3438.