terça-feira, 20 outubro 2020

Superlua de Neve poderá ser vista em Suzano, Mogi das Cruzes, Poá e região neste sábado (08) e domingo (09). Quem estiver no Pico do Urubu terá visão privilegiada

A “Superlua de Neve” será a grande estrela no céu neste sábado (08) e domingo (09).
Quem estiver em Suzano, Mogi das Cruzes, Poá e cidades da região do Alto Tietê poderão observar esse fenômeno. Visitantes do Pico do Urubu em Mogi das Cruzes terão uma visão privilegiada da Superlua.

O fenômeno recebe esse nome porque, de acordo com o site ‘timmeanddate.com’, tribos nativas americanas e pessoas de toda a Europa costumavam nomear as luas com base nos atributos que associavam às estações do ano no Hemisfério Norte.

Assim, a lua cheia em fevereiro é chamada de Lua de Neve por causa das fortes nevascas que normalmente ocorrem ao longo do mês em algumas partes do mundo. Algumas tribos a chamavam de Lua de Fome, porque o clima de inverno criava condições difíceis de caça e escassez de alimentos.

“A Superlua é um evento decorrente da coincidência de dois fatos astronômicos. O primeiro é que a Lua não gira em torno da Terra em formato de circunferência, mas em uma órbita um pouquinho achatada. Então, ela tem de estar no ponto mais próximo da Terra, que chamamos de perigeu e, ao mesmo tempo, na fase cheia”, explica o coordenador do projeto Astro&Física do Instituto Federal de Santa Catarina e doutor em física pela Universidade Federal de Santa Catarina, professor Marcelo Schappo.

Segundo ele, dependendo da regra usada para cada observatório considerar coincidente o perigeu e a lua cheia, é possível haver alguma divergência sobre o momento exato da Superlua. “Trata-se de uma janela arbitrária, mas no fundo são luas cheias sempre muito bonitas. Vale a pena a observação”, ressalta o físico ao sugerir a observação em todas as datas.

(com informações da Agência Brasil/Empresa Brasil de Comunicação)