quarta-feira, 15 julho 2020

Sikera Junior fica indignado com a soltura de trio que estava preso por envolvimento em massacre de Suzano. “Tá tudo invertido nesse país, e eu que sou chamado de louco”, disse

Na edição desta sexta-feira (14), do programa Alerta Nacional, transmitido pela RedeTV, o jornalista Sikera Junior mostrou indignação pela soltura de três homens que estavam presos por envolvimento no massacre da Escola Professor Raul Brasil em Suzano. Eles deixaram a Penitenciária 2 de Tremembé, no interior de São Paulo, no fim da tarde da última quinta-feira (13). O trio foi solto após decisão da Vara Criminal de Suzano.

Geraldo de Oliveira Santos, Cristiano Cardias de Souza e Adeilton Pereira dos Santos, estavam presos por suspeita de fornecimento de armas e munições aos assassinos.

Sikera comentou o caso após uma reportagem sobre o assunto ser mostrada no programa.
“Tá tudo invertido nesse país, e eu que sou chamado de louco, e eu que sou chamado de louco”, disse Sikera sobre o assunto.