Suzano poderá tomar medidas contra o avanço do coronavírus. Ações poderão afetar o funcionamento de escolas e até do transporte público

O município de Suzano poderá ser um dos primeiros do Brasil que deverão medidas contra o avanço do coronavírus (Covid-19). Essa informação foi transmitida ao site SuzanoHoje.com por fonte ligada ao governo de Suzano, que pediu anonimato.
As ações, se concretizadas com o avanço da doença em todo o Brasil, poderão afetar o funcionamento de escolas da cidade, de prédios governamentais e até do transporte público.
Até o momento, a Prefeitura de Suzano não se manifestou oficialmente sobre o assunto.

Pandemia

Na última quarta-feira (11), a Organização Mundial de Saúde classificou como pandemia o cenário da doença pelo mundo, conceito usado quando são registrados casos em todos os continentes.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou quanto ao uso do tema: “Pandemia não é uma palavra para ser usada de maneira leve ou descuidada. É uma palavra que, se mal utilizada, pode causar medo irracional ou aceitação injustificada de que a luta acabou, levando a sofrimento e morte desnecessários. A descrição da situação como uma pandemia não altera a avaliação da OMS da ameaça representada por esse vírus. Isso não muda o que a OMS está fazendo, nem o que os países devem fazer”. No Brasil, a definição das políticas públicas federais compete do Ministério da Saúde.

“Desde o início do ano, o Estado de São Paulo tem desenvolvido medidas de monitoramento, prevenção e preparo da rede para enfrentar o COVID-19. Conta com um Centro de Contingência específico para isso, além de ter instalado o COE-SP (Centro de Operações de Emergências) ainda em janeiro, antes da confirmação do primeiro caso na Capital. Estamos articulados com o Ministério e Prefeituras, somando esforços para proteger e assistir a população. Continuaremos atentos, dedicados e preparados para diagnosticar e atender casos suspeitos e confirmados da doença”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

Dicas de prevenção:

– Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;

– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

– Não compartilhar objetos de uso pessoal;

– Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;

– Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;

– Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;

– Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.