“A cloroquina não teve nenhuma resposta no meu caso”, diz médico da região do Alto Tietê que testou positivo para coronavírus

O jovem médico clínico e oncologista Jorge Abissamra Filho, de 33 anos, sentiu na pele nos últimos dias, os sintomas e complicações do coronavírus (covid-19).
O médico ficou internado cerca de sete dias para tratar da doença, após problemas sérios no pulmão. No hospital usou oxigênio, tomou todos os remédios possíveis, inclusive, hidroxicloroquina associada a azitromicina, que segundo ele não ajudou na recuperação.
Ele chegou a pensar que iria morrer.

O médico atua na Santa Casa de São Paulo, no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, no Hospital Geral de Guarulhos, no Hospital Ipiranga de Mogi das Cruzes, no Instituto do Câncer Doutor Arnaldo Vieira de Carvalho e na Clínica Amo Saúde. Ele acredita que contraiu a doença durante o trabalho.

Veja a entrevista que o médico concedeu ao site SuzanoHoje.com

Suzano Hoje
– Jorge, quando você teve os primeiros sintomas da doença e quando testou positivo?
Jorge Abissamra Filho
Eu tive um pico febril no domingo retrasado (29 de março), e um pouco de tosse. Fiquei em isolamento com suspeita de covid-19, até que meu resultado veio negativo.
Eu estava bem, porém, mantive isolamento, pois 1/3 dos exames vem falso negativo.
Voltei a ter febre na última segunda-feira (06 de abril) e piora importante da tosse e do estado geral, decidi então procurar o hospital no dia seguinte (terça-feira, 07 de abril).

Suzano Hoje
Nesse dia, você já ficou internado? Como foram os dias seguintes?
Jorge Abissamra Filho
Fiquei internado sim. Realizei uma tomografia e exames, que detectaram uma piora relevante no meu quadro de saúde, com comprometimento importante do meu pulmão. Estava com níveis baixos de oxigênio no sangue.
Tive que usar oxigênio, tomei todos os remédios possíveis e imagináveis. Inclusive, tomei também a hidroxicloroquina associada a azitromicina, como manda o protocolo.

Suzano Hoje
Qual foi sua experiência com o uso da hidroxicloroquina associada a azitromicina?
Jorge Abissamra Filho
Não teve nenhuma resposta no meu caso, meus exames só pioraram após o uso destes medicamentos. Pensei que iria morrer.

Suzano Hoje
Você já está recuperado? Recebeu alta?
Jorge Abissamra Filho
Depois de alguns dias internado, meus exames começaram a melhorar e comecei a tirar aos poucos o oxigênio.
Nesta segunda feira (13 de abril), graças a Deus eu tive alta. Mas foram dias muitos difíceis. Continuo me recuperando em casa para voltar em breve ao trabalho.