segunda-feira, 6 julho 2020

Taxa de isolamento no estado de São Paulo cai e Doria diz que pode rever flexibilização prometida para 11 de maio

O Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo mostra que o percentual de isolamento social no Estado foi de 48% na quarta-feira (22), nove pontos percentuais a menos do que o registrado na terça-feira (21), que marcou 57%.

O governador João Doria divulgou a marca na coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (23) e disse que o número acende um “sinal amarelo”. Vale lembrar que o índice médio das 104 cidades analisadas é considerado aceitável quando atinge 50%, enquanto o ideal é entre 60% e 70%.

“Não podemos baixar de 50%, essa é a orientação da medicina. Você, que mora na região, nos ajude a não disseminar o vírus. O sistema inteligente indicou que baixou para 48%. Precisamos voltar para a taxa acima de 50%. Peço sua contribuição”, disse o governador. “Se não tivermos uma taxa superior, poderemos ver a revisão da etapa depois da quarentena”, emendou Doria, que determinou reabertura “gradual e responsável”, a partir do dia 11 de maio.

“É importante que as pessoas respeitem. Se as pessoas ficarem em casa vai nos ajudar a passar por essa crise mais rápido. Não podemos flexibilizar se não tivermos um índice mínimo de 50%. Ontem, não foi atingido, mas nos últimos quatro dias sim. Se tivermos índices inferiores na região metropolitana, teremos um outro comportamento. Quem vai ditar o que podemos ou não fazer é a área da saúde e medicina”, concluiu.