terça-feira, 14 julho 2020

Hospital de Campanha, na Arena Suzano, iniciará atendimento até o dia 30 com 80 leitos. Ashiuchi e Kátia Sastre vistoriaram o local

O prefeito de Suzano Rodrigo Ashiuchi (PL) e a deputada federal Kátia Sastre (PL) vistoriaram nesta sexta-feira (24) a montagem do Hospital de Campanha, nas dependências da Arena Suzano, no Parque Max Feffer em Suzano.
Voltado para o atendimento de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus (covid-19), o local deverá funcionar até o próximo dia 30 de abril.

A previsão é de que já sejam transferidos para lá cerca de dez pacientes que estão internados atualmente no Pronto-Socorro Municipal (PS). Toda a estrutura está montada e as camas hospitalares devem chegar neste fim de semana. Serão 80 leitos disponíveis no total: 70 de observação e dez avançados com respiradores.

Antes que o atendimento tenha início de fato, será realizado um treinamento daqueles que atuarão na Arena Suzano a partir da próxima terça-feira (28). No local, a Saúde terá à disposição uma equipe formada por 150 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, assistentes sociais, farmacêuticos, técnicos de farmácia, auxiliares de limpeza, auxiliares de rouparia, funcionários administrativos e controladores de acesso, 24 horas por dia. O investimento com a estrutura foi de R$ 527 mil para três meses.

No entanto, o Hospital de Campanha não será para atendimento “porta aberta”, ou seja, só receberá pacientes encaminhados pelas unidades municipais de saúde. Durante o tratamento, se houver necessidade de transferência, a pessoa será incluída no sistema da Central Reguladora de Oferta de Serviços de Saúde (Cross), gerida pelo governo do Estado de São Paulo, e aguardará a liberação de leito em algum hospital de referência.