quarta-feira, 21 outubro 2020

PT de Suzano mostra preocupação e critica a flexibilização do comércio na cidade durante a quarentena

Em nota divulgada neste sábado (25), através das redes sociais, o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) de Suzano divulgou uma nota sobre a flexibilização do funcionamento do comércio na cidade, que começou a valer desde o dia 23 de abril após um decreto da Prefeitura de Suzano.
O PT de Suzano diz que vê com preocupação a flexibilização durante a quarentena na cidade, na contra mão do que vem sendo determinado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e decretado pelo Governo de Estado.

Veja abaixo a nota completa divulgada pelo PT Suzano.

“O Partido dos Trabalhadores (PT) de Suzano vê com preocupação a flexibilização do funcionamento do comércio na cidade, a partir de 23 de abril, possibilitada com a publicação do Decreto Municipal nº 9.458/2020. Entendemos que ao ampliar os setores comerciais que podem retomar as atividades, o prefeito de Suzano se desloca na contra mão do que vem sendo determinado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e decretado pelo Governo de Estado, que já anunciou que promoverá a abertura gradativa do comércio somente a partir de 11 de maio.

Para o PT de Suzano, a medida da Prefeitura configura um flerte ao caos em nosso município, que como sabemos é carente de uma saúde pública universal, e que esta preste a entrar em colapso. Tanto que, com base na legislação vigente, na quarta-feira (22), o partido protocolou no gabinete do prefeito um documento com uma série de questionamentos sobre ações da administração municipal no combate à pandemia do novo coronavírus, inclusive sobre contratos celebrados pelo Executivo Municipal, e aguardamos as respostas.

Portanto, não se trata de fazer bravata com uma situação de tamanha gravidade, mas sim de uma ação para reafirmar nossa luta em favor da vida e da saúde dos trabalhadores e da nossa população. Compreendemos a aflição dos comerciantes em retomar as atividades para honrar seus compromissos, no entanto, a situação ainda não se mostra apropriada.

Por isso, defendemos que o prefeito, juntamente com seus secretários, Câmara Municipal, empresários, partidos políticos e a sociedade civil organizada, inicie urgentemente a discussão para criar um Fundo Emergencial, uma proposta que o PT de Suzano apresenta como alternativa para que o Poder Público Municipal possa criar condições de auxiliar os comerciantes, principalmente os pequenos, a se manterem durante a quarentena, além de ampliar a ações de saúde e de assistência social. Para tanto, a direção do partido se coloca à disposição para debater essa proposta com a administração, vereadores e a toda sociedade suzanense”.